EU MATEI UMA BARATA

Gosto de dormir com a janela aberta. Ontem, por causa do calor e da chuva, talvez,  uma barata voadora  (do tipo que eu e a maioria das mulheres têm pavor) entrou faceira , voando  pela janela do meu quarto.. E eu estava tão cansada que não gritei.

A danada voava tão rápido que não consegui  avistar  onde se escondia ...Essa foi a pior parte !
Todas as luzes acesas e, cadê a voadora? Não pensava na palavra BA-RA-TA – seria melhor assim: - pensa nela como um inseto grande - dizia meu alter ego - não mata!
Coisas incríveis aconteceram naqueles minutos em busca da “voadora” : comecei a criar analogias pra não ter que acabar com a vida daquele ser que eu  não conhecia. Afinal, que tipo de ser humano ou ser humana eu seria? Diante da Lei, alguém que matou por motivo torpe e fútil?  E se ela tiver sentimentos? E se ela sentir dor? E se ela tem alma? Deus! Eu não posso tirar a vida de um ser! Se ela tem alma vai desencarnar por minha culpa. Eu não posso! 
Sentia alívio em não localizá-la. Ufa! Sumiu. Assim sendo, eu não vou mais me preocupar com ela. Ate que...
Mensagem de voz. Ele me avisa que vai dormir aqui em casa hoje. Socorro ! Minha santa padroeira das mulheres encalhadas!  Ele vai dormir aqui hoje! UAU! Vai  rolar a festa! Vai rolar !!! E lá estou eu, dançando minha musiquinha, quando:  é ela, é ela! Socooooooorrooooooo!
- Vai embora, por favor, dona voadora! “Estou pra ter” um encontro...
 Não estraga tudo agora. Por favor!
Implorei. Eu juro que implorei.  Eu queria preservar aquele ser. Não queria mais essa culpa. Não queria, de verdade. Por que ela voltou? Não posso evitar de matá-la!
Liguei pra minha melhor amiga: - amiga, me ajuda, ele tá chegando. Sabe, ele ?
- Sei - respondeu a coitada sem entender nada. - Tá, e dai?
- Dai? Tem uma barata voadora aqui no meu quarto!
– Credo que nojo! Mata ela!
– Você também?  - Eu também, o que ?
- Você também quer acabar com a vida da coitada!
- “Cê tá” falando sério?  - Tá usando drogas? A essa altura da vida?
- Não, “não tô” usando nada, imagina, eu sou uma pessoa careta!
- Careta, mas doida, né?
- Tá, sim, mas diante disso, vai perguntar pra Deus porque me fez desse jeito!?   Eu só não quero ser uma assassina, entende?
- Guria, helooo! - Berrou minha amiga no whatsApp: - É UMA BARATA! ACABA LOGO COM ISSO E VAI SE ARRUMAR PRA ESPERAR O CARA! SUA DOIDA! VAI PERDER O CRUSH POR CAUSA DE UMA BARATA?! - E entrou em modo off line .

Amigas sempre nos abandonam quando o barco está para afundar... Pensei.
Quando ele chegou não havia sinal do corpo. Nem velório, nem investigação. Eu era uma criminosa, fria e cruel. Ia fazer amor, ia beber um vinho, mas lá dentro de mim, uma voz me diria: você matou uma barata...




Darcila Rodrigues 



Comentários

Postar um comentário