MAIS UMA IDEIA DE AMOR

Eu gosto tanto de você que
até prefiro esconder, 
deixo, assim, ficar sub entendido
e fico tão e somente feliz 
ao  te ver sorrindo 
na minha chegada... 

Eu gosto tanto de você 
que já faz tempo, nem sei, 
desisti de lutar...
Deixei que o amor 
fosse tão e quão suficiente 
pra não ser vazio por dentro 
ou desejar que fosse o que sonhei,
pra amar de um jeito torto talvez ,
sei lá... 
- Será torto amor por dois? - 
Tendo o nada como certeza
e, mesmo assim, saber que o nada me preenche inteira?
Eu gosto tanto de você 
que mesmo dizendo adeus 
fica  a certeza de que é infinito.
Pois um dia,ali, ao te ver dançando 
depois do malvasia
tudo mais  que chegou de você, em mim, foi  sempre melhor...
Como uma ideia que  insisti e o corpo tem toda pretensão de não esconder...
e se parecer fraqueza não ter lutado, que seja, então!
É porque o amor ,quando é amor ,não pensa em luta, só pensa em amar...
Depois de você todo o amor foi inventado, disfarçado...
Sempre reaprendendo
 por gostar tanto de você ...
de longe ou perto 
ai, aqui, em qualquer lugar...


Do livro Terceira Pessoa, 2015-2018

Comentários