CONTO DE AMOR

Maria comprou um cachorro quente para o jantar. Dentro do lar, duas boquinhas abertas para a fome...
Dividiu o pão em duas partes e saiu da casa, até que o cheiro de comida não a alcançasse. Foi olhar o céu e se alimentou do brilho das estrelas, seu único prato naquele dia.


Do livro Terceira Pessoa, 2016-2017
Darcila Rodrigues


Comentários