COLETÂNEA PRIMAVERA - EDITORA GAYA

"A tarefa de organizar coletâneas é duplamente prazerosa, porque envolve o contato com os autores através de delicadas cartas, longos telefonemas, lacônicos e-mails, conversas no facebook. E o diálogo se faz amizade, confiança e carinho. Entretanto, predomina o cuidado com a qualidade estética e literária dos textos que nos representam no panorama da escrita acadêmica.

Pensamento e arte, história, mito e memória, política e descrença, religião e esperança mesclam-se nas personalidades expressas nos textos em vários idiomas com cheiro, sabor e textura do mosaico multicultural que nos caracteriza, com diferenças e semelhanças.
  
A poeticidade dança nos versos e nas rimas dos poemas a lançar labaredas sobre as páginas que vivificam sonhos e amores, projetos e realizações em estrofes com metáforas e paradoxos a cantar amores e desamores de homens e mulheres que buscam a felicidade, que lutam por amor, equilibram amor e ciúmes, vivem por amor, morrem por amor. O eterno embate de Eros e tanatus tece a tela e colore os traços com sóis e luas.

Entre a sintonia e a contradição, as alegorias do impossível e os pleonasmos da rotina desafiam a teoria literária e o cânone acadêmico para ilustrar o lirismo e o prosaico entrecortados em retratos de autores, estudantes, críticos e professores, todos sob a denominação da Coletânea Primavera.
         Grata a todos os autores a despontar em seus países: Brasil, Portugal, Uruguay, França, Itália, Moçambique e Angola para responder ao convite em homengem à Yara Regina Franco, qual deusa da primavera no Olimpo da nossa coletânea". 




Rozelia Rasia, editora Gaya

Comentários